FÓRUM DE DISCUSSÃO MOVIMENTA O CENÁRIO CULTURAL DE SENHOR DO BONFIM

 

O Território de Identidade Piemonte Norte do Itapirucu receberá no dia 02 agosto (quarta-feira), às 19h, o fórum de discussão: Desafios e Perspectivas das Artes Cênicas no Interior Baiano: iniciativas públicas e privadas, no Cine Teatro Reginaldo Carvalho (anexo do Centro Educacional Sagrado Coração – Praça Luiz Viana Filho, nº 147).

O fórum de discussão possui como objetivo, discutir sobre as políticas públicas para as artes, desenvolvidas pela sociedade civil e poder público no município de Senhor do Bonfim. A roda de diálogo será composta pelos artistas e articuladores locais, a representação da gestão pública estadual e municipal e um membro do grupo Finos Trapos (proponente do projeto). A mediação do fórum será da produtora e educadora Poliana Bicalho.

O público-alvo desta ação são estudantes de graduação, pós-graduação, educadores, artistas e gestores públicos. Com acesso gratuito e não é necessário fazer inscrição prévia.

 

Você é nosso(a) convidado(a) ! 

Vamos fortalecer a rede do fazer cênico no interior da Bahia !

 

Confira os convidados da etapa Senhor do Bonfim

 

 

ARTISTA, EDUCADOR, PRODUTOR CULTURAL

Reginaldo Carvalho da Silva

Professor Adjunto da UNEB – Campus VII, doutor em Artes Cênicas pelo PPGAC – UFBA  com cotutela na École Doctorale Lettres, Langues, Spectacles da Université Paris Ouest Nanterre La Défense, especialista em Arte-Educação pela PUC-MG, licenciado em Teatro pela UFBA, licenciado em Pedagogia pela UNEB – Campus VII. Líder do Grupo de Pesquisa e Extensão em Artes Cênicas do Semiárido Brasileiro - GruPANO e diretor teatral. Foi integrante dos grupos Nós-Nas-Tripas (Senhor do Bonfim), Rebanho de Atores e Porra-Meu-Bem (Salvador) e Ca e La (Paris). Já atuou como consultor de projetos de Arte-Educação do Instituto Anísio Teixeira - IAT, da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, do Centro Educacional Sagrado Coração e de várias prefeituras e ONGs baianas.

 

José Menanes Manoel de Lemos  - NANDO LEMOS

Educador, Ator e Professor de Teatro. Possui graduação em Pedagogia com habilitação em Gestão e Docência dos Processo Educativos, pela UNEB - Universidade do Estado da Bahia Campus VII. Fez Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional na FASB - Faculdade do Sertão Baiano. Faz um trabalho voluntariado no Memorial Senhor do Bonfim - Coordenou o Programa Mais Cultura na Escola na Escola Municipal Abgail Feitosa, presta serviço como educador no SENAI - Departamento Regional da Bahia. Atualmente é Professor "freelancer" no IESFA - Instituto de Educação Superior e Formação Acadêmica. É também Coordenador de Artes e Patrimônio Cultural da prefeitura municipal de Senhor do Bonfim.

 

 

PODER PÚBLICO ESTADUAL

 

Gabriela Sanddyego

Atriz e professora de teatro licenciada pela Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia. Trabalha na Fundação Cultural do Estado da Bahia desde 2012. Atualmente responde como  assessora da Coordenação de Teatro da FUNCEB, setor responsável pelas políticas culturais da área no Estado.  

 

 

 

PODER PÚBLICO MUNICIPAL 

 

Rodrigo Gomes Wanderley (Pezão)

Mestre em Antropologia Social pela Universidade de Brasília, UnB, 2016. Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Vale do São Francisco, Univasf (2103). Experiência na área de Antropologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Festa, Cultura popular, ritual e antropologia visual.  É secretário de cultura da Prefeitura Municipal de  Senhor de Bonfim.

 

 

 

GRUPO FINOS TRAPOS

Francisco André

Doutorando em Artes Cênicas pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFBA (2016), possui mestrado acadêmico (2014) e Licenciado em Teatro pela Universidade Federal da Bahia (2008). É membro do Grupo de Teatro Finos Trapos (BA) desde 2005. Foi Coordenador de Produção e Assessor na Dirart/Coordenação de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia (2014-2017). Tem experiência na área das Artes Cênicas como ator, dramaturgo, professor de teatro, produtor cultural e diretor. Possui indicações a prêmios pelo seu trabalho como ator e dramaturgo, dentre eles o Prêmio Braskem de Teatro (2008) - por sua atuação no espetáculo “Auto da Gamela” (2007).

 

 

 

MEDIAÇÃO

 

Poliana Bicalho 

Mestre em teatro (PPGAC/UFBA), com  pesquisa voltada ao campo da mediação cultural, formada em Licenciatura em Teatro/UFBA (2011) e Comunicação com habilitação em Jornalismo/UESB (2008). Empreendedora Individual empresa C.R.I.A.R.E Projetos Culturais e Educacionais. Como produtora freelancer desenvolve ações na concepção e gerenciamento de projetos artísticos nas áreas de artes cênicas, música e artes visuais e de ensino da arte.

 

 

 

 

 

 

Serviço:

O que: Fórum de discussão: Desafios e Perspectivas das Artes Cênicas no Interior Baiano: iniciativas públicas e privadas

Quando:  02 de gosto de 2017, 19h às 22h.

Quanto: Gratuito

Onde: Cine Teatro Reginaldo Carvalho (anexo do Centro Educacional Sagrado Coração – Praça Luiz Viana Filho, nº 147)

Maiores informações:  www.grupofinostrapos.com.br

Realização: Finos Trapos Produções.

Apoio financeiro: Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

 

 

 


 

 

Fórum de discussão ‘Desafios e Perspectivas das Artes Cênicas no Interior Baiano: iniciativas públicas e privada  

 

                                                                                             

O Território de Identidade do Sudoeste Baiano, importante celeiro cultural do Estado da Bahia, receberá no dia 28 junho (quarta-feira), às 19h, o fórum de discussão: Desafios e Perspectivas das Artes Cênicas no Interior Baiano: iniciativas públicas e privadas, no Teatro Carlos Jeovah (Praça da Bandeira, S/N – Centro).

O fórum de discussão possui como objetivo, discutir sobre as políticas públicas para as artes, desenvolvidas pela sociedade civil e poder público no município de Vitória da Conquista. O público-alvo desta ação são estudantes de graduação, pós-graduação, educadores, artistas e gestores públicos. Com acesso gratuito e não é necessário fazer inscrição prévia.

 

Confira os Convidados da Etapa Vitória da Conquista

 

ARTISTAS LOCAIS  

 

Adriana Amorim é atriz formada pelo Teatro Escola Macunaíma, em São Paulo, onde atuou profissionalmente entre os anos de 1996 e 1999. Doutora e mestra pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC) pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), na linha de Dramaturgia, História e Recepção. Foi um dos membros fundadores da Cooperativa Baiana de Teatro, da qual fez parte entre os anos de 2004 e 2011. Fez parte do Rebanho de Atores como atriz e diretora entre os anos de 2000 e 2015. Atualmente, é professora de Direção de Atores, Dramaturgia, Argumento e Roteiro do Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), tendo atuado nos cursos de Licenciatura em Teatro e Licenciatura em Dança. Atua, ainda, como Conselheira ArtísticoPedagógica da CazAzul Teatro Escola.

 

 

Joadson Prado é licenciado em Teatro pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Atua como encenador e arte-educador e professor da Cazazul Teatro Escola. Já atuou e dirigiu diversos espetáculos, principalmente no âmbito acadêmico. Sua prática está ligada a preparação de atores para a cena teatral e dramaturgia rodrigueana. É Coordenador/Encenador do "Fulô em Cena: Curso de Iniciação Teatral" projeto financiado pelo Fundo de Cultura do Estado da Bahia,  na cidade de Vitória da Conquista.

 

 

 

Mylena Oliveira tem formação em Licenciatura em Dança pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), é bailarina em formação pelo método Royal Academy of Dance. Membro fundadora do Olaria - Grupo de Artes Integradas Performativas e de Pesquisa, desde 2011, onde desenvolvem práticas no âmbito das artes integradas por meio dos Jogos Performativos, investigações em improvisação e criação em tempo real, e tropicalismo. Na dança suas pesquisas perpassam desde o universo da cultura popular nordestina e afro-brasileira às técnicas de dança contemporânea. Participou de diversos espetáculos na área da dança e do teatro, bem como todas as produções artísticas do Grupo Olaria: Sobre Armários, Gavetas e Cofres (2011); Algaravias - O Marujeiro da Lua (2012); Jogos de Armar - Faça tu mesmo (2015); Olaria e as Tropicálias Performativas (2015).

 

 

PODER PÚBLICO ESTADUAL

 

 

Gabriela Sanddyego  é atriz e professora de teatro licenciada pela Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Trabalha na Fundação Cultural do Estado da Bahia desde 2012. Atualmente responde como assessora da Coordenação de Teatro da FUNCEB, setor responsável pelas políticas culturais da área no estado.

 

 

 

PODER PÚBLICO MUNICIPAL 

 

Massimo Ricardo De Benedictis Júnior , atual coordenador de cultura da prefeitura Municipal de Vitória da Conquista.  

 

GRUPO FINOS TRAPOS

 

 

Thiago Carvalho,  ator, pesquisador, performer e produtor cultural. Mestre em Artes Cênicas pelo PPGAC-UFBA/2016 e Bacharel em Artes Cênicas com habilitação em Interpretação Teatral pela Universidade Federal da Bahia, atua no Projeto de Pesquisa “Memória, dramaturgia, dramaturgismo: histórias de vida como modelos de ação-Fase I, II e III”. Em sua trajetória artística, integrou o Grupo Caçuá de Teatro, Família PAFATAC e o Grupo OPERAKATA, de Vitória da Conquista. Já em Belo Horizonte integrou o elenco do Projeto Oficinão Galpão Cine Horto, do Grupo Galpão, atuou como pesquisador do NUPT (Núcleo de Pesquisa e Treinamento do Ator da UFMG), Teatro 171. De volta à Bahia em 2010, atuou em inúmeros espetáculos dentro e fora da Escola de Teatro da UFBA. Integra oficialmente o Grupo Finos Trapos em 2010.

 

MEDIAÇÃO

 

 

 

Poliana Bicalho  mestre em teatro (PPGAC/UFBA), com  pesquisa voltada ao campo da mediação cultural, formada em Licenciatura em Teatro/UFBA (2011) e Comunicação com habilitação em Jornalismo/UESB (2008). Empreendedora Individual empresa C.R.I.A.R.E Projetos Culturais e Educacionais. Como produtora freelancer desenvolve ações na concepção e gerenciamento de projetos artísticos nas áreas de artes cênicas, música e artes visuais e de ensino da arte.

 

 

 

Serviço:

O que: fórum de discussão: Desafios e Perspectivas das Artes Cênicas no Interior Baiano: iniciativas públicas e privadas

Quando: 28 de junho, às 19h.

Quanto: Gratuito

Onde: Teatro Carlos Jeovah (Praça da Bandeira, S/N – Centro).

Maiores informações:  www.grupofinostrapos.com.br

Realização: Finos Trapos Produções.

Apoio financeiro: Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

 

 


 

Fórum de Discussão Realizado em Alagoinhas-BA.

Foto: Arquivo Finos Trapos

 

O Território de Identidade Sertão Produtivo, importante celeiro cultural do Estado da Bahia, receberá o fórum de discussão: Desafios e Perspectivas das Artes Cênicas no Interior Baiano: iniciativas públicas e privadas promovido pelo Grupo de Teatro Finos Trapos, no dia 24 maio (quarta-feira), às 19h, no Auditório da UNEB - Campus XII (416, R. A, 394, Guanambi - BA). O público-alvo destas ações são estudantes de graduação, pós-graduação, educadores, artistas e gestores públicos. Com acesso gratuito e não é necessário fazer inscrição prévia.

 O Fórum de Discussão possui como objetivo, discutir sobre as políticas públicas para as artes, desenvolvidas pela sociedade civil e poder público no município de Guanambi, pensando na articulação de ações junto às demais cidades do Território de Identidade Sertão Produtivo. O intento deste espaço é reunir artistas/educadores, representação da gestão pública (estadual e municipal) um membro do grupo Finos Trapos (proponente do projeto) e uma mediadora.  

 

Confira os convidados da Etapa Guanambi

 

ARTISTA E EDUCADORA

Os convidados serão Ana Fernandes licenciada em Educação Artística - Habilitação em Música pelo Instituto de Artes da UNESP (1993). Especialista em Planejamento Educacional pela UNIVERSO (1995). Especialista em Educação, Desenvolvimento e Políticas Educativas pela ULHT (2005). Atualmente é Professora Assistente da UNEB - Campus XII Guanambi- BA, onde também coordena o Centro de Extensão e Pesquisa Artístico Cultural (CEPAC) e é diretora/fundadora do Grupo Artístico Bem-te-vi Guanambi.

  

ARTISTA, GESTOR E EDUCADOR

Nando Dias, licenciado em Educação Física pela UNEB, diretor, ator, palhaço e membro fundador da Trupe dos Dobradores de Arte. Trabalha na área do teatro há 15 anos. Esteve gerente de Cultura em Caetité-BA (2015-2016). Há 5 anos é coordenador artístico da Casa Anísio Teixeira e coordena o projeto de Oficinas de Teatro e dança contemporânea para secretaria de Cultura do Município de Igaporã-BA.

 

PODER PÚBLICO ESTADUAL

Gabriela Sanddyego  é atriz e professora de teatro licenciada pela Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia. Trabalha na Fundação Cultural do Estado da Bahia desde 2012. Atualmente responde como coordenadora interina da Coordenação de Teatro da FUNCEB, setor responsável pelas políticas culturais da área no Estado.  

 

PODER PÚBLICO MUNICIPAL 

Maristela de Souza Teixeira Cavalcante, educadora e atual secretária de cultura da Prefeitura Municipal de Guanambi. 

 

MEDIAÇÃO

Poliana Bicalho  mestre em teatro (PPGAC/UFBA), com  pesquisa voltada ao campo da mediação cultural, formada em Licenciatura em Teatro/UFBA (2011) e Comunicação com habilitação em Jornalismo/UESB (2008). Empreendedora Individual empresa C.R.I.A.R.E Projetos Culturais e Educacionais. Como produtora freelancer desenvolve ações na concepção e gerenciamento de projetos artísticos nas áreas de artes cênicas, música e artes visuais e de ensino da arte.

  

GRUPO FINOS TRAPOS

Francisco André é licenciado em Teatro pela Universidade Federal da Bahia (2008), possui mestrado acadêmico (2014) e é doutorando em Artes Cênicas pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFBA (2016). É membro do Grupo de Teatro Finos Trapos (BA) desde 2005. Foi Coordenador de Produção e Assessor na Dirart/Coordenação de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia (2014-2017). Tem experiência na área das Artes Cênicas como ator, dramaturgo, professor de teatro, produtor cultural e diretor. Possui indicações a prêmios pelo seu trabalho como ator e dramaturgo, dentre eles o Prêmio Braskem de Teatro (2008) - por sua atuação no espetáculo “Auto da Gamela” (2007).

 

 

Serviço:

O que: fórum de discussão: Desafios e Perspectivas das Artes Cênicas no Interior Baiano: iniciativas públicas e privadas

Quando: 24 de maio, às 19h.

Quanto: Gratuito

Onde: Campus XII – Universidade do Estado da Bahia  (416, R. A, 394, Guanambi - BA) 

Maiores informações:  www.grupofinostrapos.com.br

Realização: Finos Trapos Produções.

Apoio financeiro: Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

 

 

    


 

 

A realização do fórum de discussão: “Desafios e Perspectivas das Artes Cênicas no Interior Baiano: iniciativas públicas e privadas” ocorrerá no dia 19 de abril (quarta-feira) às 19h, no Centro de Cultura de Alagoinhas (Rua Coronel Filadelfo Neves, s/n), acesso gratuito. O público-alvo desta ação são estudantes de graduação, pós-graduação, educadores, artistas e gestores públicos.

O fórum de discussão possui como principal objetivo, discutir sobre as políticas públicas para as artes, desenvolvidas pela sociedade civil e poder público no município de Alagoinhas, pensando na articulação de ações junto às demais cidades do Território de Identidade Litoral Norte e Agreste Baiano.

O intento deste espaço é reunir dois artistas/educadores/gestores de cada cidade,  um membro do grupo Finos Trapos (proponente do projeto), um representante do poder público e uma mediadora, para que essas discussões possam ser profícuas. 

 

Confira os convidados da etapa: Alagoinhas

 

CONVIDADOS LOCAIS

Eliana Batista

Doutoranda em História Social pela Universidade Federal da Bahia-UFBA, Mestra em História pela Universidade do Estado da Bahia-UNEB (2012). Tem experiência docente no ensino de História, Sociologia e Artes para os níveis Fundamental II e Médio, e experiência docente na graduação É membro fundadora do GEPEA- Grupo de Estudos e Pesquisas Sobre Alagoinhas, integra o Grupo de Pesquisa História, Literatura e Memória, da UNEB e o Grupo de Trabalho de História Política (GTHP) da Associação Nacional de História (ANPUH). É co-autora do livro Alagoinhas: histórias e historiografia e atua como conselheira de cultura no município de Alagoinhas desde 2014.

 

 

Ely Batista

Inicia sua  carreira em 2010 num curso de teatro  no Centro de Cultura de Alagoinhas promovido pela FUNCEB, o Retrate Interior. No término do curso, formou junto a outros participantes o Grupo Cultural Quilombo Andante  (G.C.Q.A) grupo por onde iniciou sua caminhada até o teatro profissional. No ano de 2016 integra o coletivo cênico OnáÍsùn (Caminhos do Movimento). Como produtor cultural neste mesmo ano produziu junto ao coletivo, o Festival Semana da Dança de Alagoinhas e também o I Festival de teatro de Alagoinhas (FESTA). É membro suplente da câmara de artes cênicas, do Conselho Municipal de Cultura de Alagoinhas.

 

PODER PÚBLICO

Gabriela Sanddyego 

é natural de Guarulhos-SP e residente na Bahia desde a sua infância, onde passou boa parte da vida em Utinga, interior do Estado, e atualmente reside na capital baiana. É atriz e professora de teatro licenciada pela Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia. Trabalha na Fundação Cultural do Estado da Bahia desde 2012. Atualmente responde como coordenadora interina da Coordenação de Teatro da FUNCEB, setor responsável pelas políticas culturais da área no Estado.  

 

 

 

GRUPO FINOS TRAPOS

Frank Magalhães

Ator, encenador, educador e produtor cultural. Graduado em Licenciatura em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia. Atualmente, é coordenador de cultura do Sindicato dos Bancários da Bahia e professor de teatro da Secretaria de Educação da cidade de Salvador. É um dos membros fundadores do Grupo A Barca de Teatro, em Feira de Santana. Em sua carreira profissional fora do Grupo Finos Trapos, atuou como intérprete em diversos espetáculos teatrais na Bahia e no Japão. Como encenador, foi indicado ao Prêmio Braskem de Teatro 2014 na categoria Revelação, pelo espetáculo “O Vento da Cruviana”.  Iniciou a sua trajetória no Grupo de Teatro Finos Trapos como finocolaborador  em 2007.

 

MEDIAÇÃO

 Poliana Bicalho

Mestre em teatro (PPGAC/UFBA), com  pesquisa voltada ao campo da mediação cultural, formada em Licenciatura em Teatro/UFBA (2011) e Comunicação com habilitação em Jornalismo/UESB (2008). Empreendedora Individual empresa C.R.I.A.R.E Projetos Culturais e Educacionais. Como produtora freelancer desenvolve ações na concepção e gerenciamento de projetos artísticos nas áreas de artes cênicas, música e artes visuais e de ensino da arte. Atuou ainda nos festivais: PETIZ – Festival de Arte para a Infância e Juventude (2016), Festival Internacional de Artes Cênicas da Bahia – FIAC (2012/2011/2010) e Festival Latino Americano de Teatro da Bahia- FILTE (2011/ 2015/2016).

  

 

 Serviço:

O que: Fórum: Curso Alvenarias Cênicas

Quando: 19 de abril (quarta-feira) às 19h.

Quanto: Gratuito (sujeito a lotação do espaço)

Local: Centro de Cultura de Alagoinhas (Rua Coronel Filadelfo Neves, s/n),  

Informações:  www.grupofinostrapos.com.br 

Realização: Finos Trapos Produções.

Apoio financeiro: Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

 


 

 

 

A realização do fórum de discussão: “Desafios e Perspectivas das Artes Cênicas no Interior Baiano: iniciativas públicas e privadas” ocorrerá no dia 15 de março (quarta-feira) às 19h, no Auditório Hansen Bahia, acesso gratuito. O público-alvo desta ação são estudantes de graduação, pós-graduação, educadores, artistas e gestores públicos.

 O fórum possui como principal objetivo, discutir sobre as políticas públicas para as artes, desenvolvidas pela sociedade civil e poder público em cada município. O intento deste espaço é reunir dois artistas/educadores/gestores de cada cidade, mais um membro do grupo Finos Trapos (proponente do projeto), e uma mediadora, para que essas discussões possam ser profícuas. 

 

Confira os convidados da etapa: Cachoeira

 

 Daniela Abreu Matos

Daniela Matos é professora da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia no Centro de Artes, Humanidades e Letras - CAHL- em Cachoeira. Atualmente é coordenadora do Curso de Tecnologia em Gestão Pública. Tem Doutorado em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestrado e Graduação em Comunicação pela Universidade Federal da Bahia. Atua na área de Comunicação, com ênfase em Estudos Culturais, principalmente nos seguintes temas: políticas públicas, juventudes, periferias urbanas e narrativas identitárias. Também dedica-se a estudos voltados para gestão cultural, políticas culturais, elaboração de projetos sociais e captação de recursos para Organizações da Sociedade Civil.

  

 

Magno do Rosário Pereira

Nascido em São Félix, Bahia, é jornalista, editor-chefe do jornal Correio de São Félix, poeta, autor de peças teatrais, ator e diretor de teatro. É Coordenador do Ponto de Cultura Expressão Cultural, gerido pelo Núcleo Teatral Expressão, Entidade que fundou há quase 15 anos com outros amigos. 

 

 

 

 Gabriela Sanddyego

Natural de Guarulhos-SP e residente na Bahia desde a sua infância, onde passou boa parte da vida em Utinga, interior do Estado, e atualmente reside na capital baiana. É atriz e professora de Teatro licenciada pela Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia. Trabalha na Fundação Cultural do Estado da Bahia desde 2012. Atualmente responde como Coordenadora interina da Coordenação de Teatro da Funceb, setor responsável pelas políticas culturais da área no Estado.  Gabriela será a representante do poder público estadual no Fórum de Discussão.

 

 

Além dos convidados locais e da representante do poder público estadual, haverá também a  participação de Francisco André, representando o Finos Trapos, que tecerá considerações acerca da gestão compartilhada e os desafios enfrentados  pelo Grupo nesses quase 14 anos de atividades.  O Fórum terá a mediação da artista, educadora e empreendedora Poliana Bicalho. 

 

Serviço:

O que: Desafios e Perspectivas das Artes Cênicas no Interior Baiano: iniciativas públicas e privadas”,

Quando: 15 de março (quarta-feira), às 19h.

Quanto: Gratuito (sujeito a lotação do espaço)

Local: Auditório Hansen Bahia (Rua Treze de Maio, nº 13)

Inscrições:  www.grupofinostrapos.com.br

Realização: Finos Trapos Produções.

Apoio financeiro: Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura da Bahia.

 

 

Informações à imprensa:

Poliana Bicalho

DRT: 0003496/BA

+55 (71) 99275-1353

+55 (71) 98529-0326

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Blog