Etapa Alagoinhas. Foto: Grupo Finos Trapos

 

Francisco André

Módulo: O Espaço Como Dispositivo de Criação Dramatúrgica 

Licenciado em Teatro pela Universidade Federal da Bahia (2008) é doutorando em Artes Cênicas pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFBA (2016). É membro do Grupo de Teatro Finos Trapos (BA) desde 2005, onde desenvolve suas principais atividades artísticas. Foi Coordenador de Produção e Assessor na Dirart/Coordenação de Dança da Fundação Cultural do Estado da Bahia (2014-2017). Tem experiência na área das Artes Cênicas como ator, dramaturgo, professor de teatro, produtor cultural e diretor. Possui indicações a prêmios pelo seu trabalho como ator e dramaturgo, dentre eles o Prêmio Braskem de Teatro (2008) - por sua atuação no espetáculo “Auto da Gamela” (2007). É autor e editor do livro O Vento da Cruviana (2014), publicação sobre a sétima montagem do Grupo Finos Trapos; organizador do livro Oficinão Finos Trapos: Uma Pedagogia do Teatro de Grupo em Cinco Cidades Baianas (Editora EGBA, 2014), além de artigos publicados.

  

Frank Magalhães

Módulo: Recursos Expressivos do Corpo e da Voz do Intérprete


Ator, encenador, educador e produtor cultural. Graduado em Licenciatura em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia. Atualmente, é Coordenador de Cultura do Sindicato dos Bancários da Bahia e professor de teatro da Secretaria de Educação da cidade de Salvador. Atua ainda, no campo da pedagogia teatral através de projetos de formação de atores, professores de teatro, teatro-empresa, em processos de encenação, com grupos teatrais e em intervenções artístico-pedagógicas. Lecionou pela Pró-Reitoria de Extensão e Ensino na Universidade Estadual de Feira de Santana no CUCA (Centro Universitário de Cultura e Artes). É um dos membros fundadores do Grupo A Barca de Teatro, em Feira de Santana. Em sua carreira profissional fora do Grupo Finos Trapos, atuou como intérprete em diversos espetáculos teatrais na Bahia e no Japão. Como encenador, foi indicado ao Prêmio Braskem de Teatro 2014 na categoria Revelação, pelo espetáculo “O Vento da Cruviana”. Iniciou a sua trajetória no Grupo de Teatro Finos Trapos como finocolaborador integrando os projetos desenvolvidos a partir de 2007.

 

Osvanilton Conceição 

Módulo: Direção e processos encenação

Ator e Encenador, Doutor em Artes Cênicas pelo Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas da UFBA (2016), Mestre em Artes pelo Instituto de Artes da UNICAMP (2011), Especialista em Linguagens da Arte pelo Centro Universitário Maria Antônia USP (2009) Licenciado em Teatro pela Universidade Federal da Bahia (2006). Atuou na Companhia de Teatro Popular da Bahia (1999/2006) e foi membro fundador da Companhia de Teatro Popular Cirandarte no Estado da Bahia (2000/2002). Atualmente estuda o corpo por intermédio de processos criativos que envolvem práticas de Teatro de Rua, Jogos Teatrais, Máscaras Expressivas, Contato Improvisação e de danças populares brasileiras como Coco, Ciranda, Jongo, Maracatu e Cavalo Marinho. É Finocolaborador do Grupo Finos Trapos de longa data.

 

Poliana Nunes 

Módulo: Alicerces da Gestão e Produção em Teatro de Grupo

Módulo: A Concepção e Execução da Maquiagem nas Artes do Espetáculo

Atriz, Professora de Teatro, Produtora Cultural e Pesquisadora. Graduada em Artes Cênicas - Licenciatura em Teatro pela Universidade Federal da Bahia (2006) e Mestre em Artes Cênicas pelo PPGAC-UFBA/2015. Iniciou sua carreira artística como intérprete em 1998 no Grupo de Teatro da Universidade Federal da Bahia (UESB), atual Grupo Caçuá de Teatro. Em 2000, participou da fundação da Cia. Pafatac de Teatro, em parceria com Roberto de Abreu. É sócia-fundadora do Grupo de Teatro Finos Trapos (BA), aonde desde então vem desenvolvendo pesquisas cênicas teóricas e práticas, atreladas à temas como matrizes de tradição cultural nordestina, dramaturgia contemporânea e formação do artista cênico. Atua na área de artes, trabalhando com grupos artísticos através da realização de oficinas de teatro, produção e orientação para a elaboração de projetos culturais. São temas do seu trabalho: Interpretação Teatral, Teatro de Grupo, Arte-Educação, Gestão e Produção Cultural.

 

Ramona Azevedo

Módulo: O Figurino e a Indumentária na Construção da Personagem

Figurinista, Maquiadora e Atriz profissional, tem formação em Interpretação Teatral pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Fez parte do Núcleo de Caracterização responsável pela assistência de maquiagem e figurino do espetáculo Atire a Primeira Pedra, dirigido por Luiz Marfuz, no qual também participou como atriz. Trabalhou como assistente de figurino e maquiagem para Roberto Laplagne em espetáculos como Os Cafajeste, direção de Fernando Guerreiro, e Anjo Negro, dirigido por Ramon Reverendo, ambos em 2009, entre outros espetáculos no período de 2010 e 2011. Em 2010 assinou o figurino e a maquiagem dos quatro espetáculos que compunham o Minifestival de Dramaturgia Quatro Cravos Para Exu e do espetáculo de formatura Torre de Babel, direção de Marcelle Pamponet orientado por Glácio Machado. Ainda em 2011 assinou o figurino de Berlindo, primeiro espetáculo de rua do Grupo de Teatro Finos Trapos. Em 2012, escolhida por processo de seleção, trabalhou como Assistente de Figurino de Rino Carvalho no espetáculo Amor Barato, 18ª Montagem do Núcleo de Teatro do TCA com texto e direção de Fabio Espírito Santo. Desde 2012 é figurinista do grupo musical Canela Fina, voltado para o público infantil, com destaque para o figurino e maquiagem para a gravação do DVD Imaginante (2014). Em 2015 assinou o figurino do espetáculo Lua Cheia, do grupo Panacéia Delirante.

 

Thiago Carvalho 

Módulo: Alicerces da Gestão e Produção em Teatro de Grupo


Ator, Pesquisador, Performer e Produtor Cultural. Mestre em Artes Cênicas pelo PPGAC-UFBA/2016 e Bacharel em Artes Cênicas com habilitação em Interpretação Teatral pela Universidade Federal da Bahia, é tutor dos Planos Municipais de Cultura (EAD) e do Projeto de Pesquisa “Memória, dramaturgia, dramaturgismo: histórias de vida como modelos de ação-Fase I, II e III”. Em sua trajetória artística, integrou o Grupo Caçuá de Teatro, Família PAFATAC e o Grupo OPERAKATA, de Vitória da Conquista. Já em Belo Horizonte integrou o elenco do Projeto Oficinão Galpão Cine Horto, do Grupo Galpão, atuou como pesquisador do NUPT (Núcleo de Pesquisa e Treinamento do Ator da UFMG), Teatro 171. De volta à Bahia em 2010, atuou em inúmeros espetáculos dentro e fora da Escola de Teatro da UFBA como “Bonitinha, mas Ordinária”,” Lady Lilith”, “Adão”, “A Claque” e “Eva”. Como produtor, trabalhou nos espetáculos como: Quase Nada, As Aventuras do Maluco Beleza, Casulo - Uma intervenção Trans, Certa Feita, I e II Seminário Nacional de Planos Municipais de Cultura e Alinhamento Técnico (MINC-UFBA), Ivan e os Cachorros (SP), Lazanha e Raviolli (RJ), Corpo Santo (PA), dentre outros. Integra oficialmente o Grupo Finos Trapos em 2010.

 

Tomaz Mota 

Módulo: Recursos Expressivos do Corpo e da Voz do Intérprete

Módulo: O Som na Cena: Princípios da Trilha Sonora para o Teatro

Músico, Arranjador, Diretor Musical, Violonista e Professor de Violão. Graduado em Música (Bacharelado em Instrumento) pela Universidade Federal da Bahia é Mestrando em Música pelo Mestrado Profissional da Escola de Música da UFBA. Integrou a Orquestra de Violões da UFBA entre 2010 e 2015. Atualmente, é Professor de Violão do Conservatório de Música Schubert e ministra aulas particulares de violão. Vem desenvolvendo trabalhos de composição de trilhas sonoras e direção musical de espetáculos de teatro, a exemplo de: “Gennesius” (Finos Trapos/2009), “O Nórdico” (Solo de Thor Vaz/2010), “Antígona” (Grupo A BARCA/2010), “Berlindo” (Finos Trapos/2011), Lady Lilith (2014) e “O Vento da Cruviana” (Finos Trapos/2014).

 

 

Yoshi Aguiar

Módulo: Concepção e Execução Cenográfica do Espetáculo


Ator, dramaturgo, professor de teatro, iluminador e cenógrafo. Licenciado em Artes Cênicas pela UFBA (2007), assinou todos os cenários dos sete espetáculos de repertório produzidos pelo Grupo de Teatro Finos Trapos, além da iluminação de “Sagrada Partida”, programação visual e direção de “Berlindo” e de outros tantos Projetos do Finos. Já teve diversas passagens pelo Núcleo do Teatro Castro Alves, atuando como assistente de cenógrafos renomados da Bahia. Recebeu o Prêmio de Melhor Cenário para o espetáculo “Sussurros...”, no Festival Ipitanga de Teatro (2006) e já recebeu outras indicações pelo seu trabalho como ator e Dramaturgo. Atuou em espetáculos como 'Miúda e o Guarda-Chuva', 'O Mundo de Dentro', 'Para o Menino Bolha' entre outros. Permaneceu no Finos até Junho de 2014, sendo atualmente um finocolaborador.

 

 

Blog