Falatório –  “Imaginários Sertanejos: A Cultura Popular Nordestina em Cena” (2013)

 

 

 Leitura dramática de "Os Vaqueiros Azuis" pós-execução do Falatório Cênico. Foto: Arquivo Finos Trapos

 

O teatro contemporâneo com sotaque regional domina a maioria dos produtos cênicos  realizados pelo Finos Trapos, o que fez o grupo estabelecer essa temática para discussão no Falatório Cênico realizado no Teatro Martim Gonçalves dia 29 de Janeiro de 2013, encerrando as atividades do Projeto Afinações. O intuito foi o de refletir sobre aspectos do imaginário sertanejo que são abordados nas montagens baianas e as contribuições trazidas pelo trabalho do saudoso professor Carlos Petrovich, autor de Os Vaqueiros Azuis.

Sob a mediação do representante do Grupo Francisco André, os palestrantes convidados Eliene Benício e Osvanilto Conceição  abordaram o tema, cada um em sua perspectiva,  tendo em comum os interesses de estudo as poéticas do teatro popular Nordestino bem como suas implicações políticas e ideológicas.

Eliene Benício é soteropolitana, Doutora em Artes Cênicas,  diretora da Escola de Teatro da UFBA e  Faz parte do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da UFBA, integrando a linha de pesquisa: Matrizes Estéticas na Cena Contemporânea.  Já Osvanilton Conceição, também soteropolitano, é ator e diretor teatral, na época Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Escola de Teatro da universidade Federal da Bahia. Atuou na Companhia de Teatro Popular da Bahia (1999 - 2006). Foi membro fundador da Companhia de Teatro Popular Cirandarte no Estado da Bahia (2000 - 2002), estuda processos criativos em teatro de rua e desenvolve pesquisas acerca de jogos teatrais, Contato Improvisação e de danças populares brasileiras

 

 

Fina Agenda Resumida

Blog