Falatório “Identidade no Teatro: Brasileiro. Nordestino. Baiano” (2008)

 

Comunicação de Ângela Reis no Falatório Cênico. Foto: Arquivo Finos Trapos

 

Integrando o Projeto Finos Trapos Abrigo e Morada,  realizamos no dia 29 de outubro de 2008  o Falatório Cênico dedicado a discutir aspectos e episódios da História do teatro brasileiro, tendo como recorte a análise das características peculiares que marcam a identidade estética que pode ser verificada nas esferas nacional, regional e estadual.

O evento ocorreu na Sala principal do Teatro Xisto Bahia,  espaço cultural onde desenvolvíamos o projeto de residência artística. A realização dessa edição do teve como palestrantes convidados a Professora  Ângela Reis, que apresentou a palestra intitulada “Identidade do Teatro Brasileiro na obra de Arthur Azevedo” e o Professor Reginaldo Carvalho, com a palestra “Teatro Baiano e os dramas de José Carvalho”. 

Natural do Rio de Janeiro, Angela Reis é Doutora, em Artes Cênicas e professora da Universidade Federal da Bahia. Suas pesquisas giram em torno dos temas atrizes brasileiras, historiografia do teatro brasileiro e interpretação teatral. Já Reginaldo Carvalho, baiano natural de Senhor do Bomfim-Ba, na ocasião, mestre em artes cênicas pelo PPGAC-UFBA ,  é professor e pesquisador da Universidade do Estado da Bahia, atuando principalmente como pesquisador de Circo-Teatro e Melodrama, e em Educação, com ênfase em Pedagogia.

Para o evento, a Professora Dra Catarina Sant’Anna também foi convidada pelo Grupo, mas por motivos de saúde, não pôde estar presente, sua palestra“Teatro Nordestino na obra de Ariano Suassuna” ficou para uma outra ocasião.

Com a mediação do membro do Finos Ricardo Fraga, os presentes conheceram com o professor Reginaldo a sua pesquisa no teatro Baiano e os grupos que utilizavam a linha férrea para irem apresentar nas cidades do interior da Bahia; e com a professora Ângela a sua pesquisa no Teatro brasileiro representado pelo trabalho os artistas envolvidos com o Teatro de Revista.

Após as comunicações um chá nos aguardava no foyer do teatro. Fim do “Falatório Cênico” e corremos para o Pelourinho para a nossa “Sagrada Folia”.

 

  

Fina Agenda Resumida

Blog